"O MAL SÓ TRIUNFA QUANDO OS HOMENS DE BEM NADA FAZEM". Edmund Burke.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

House in Virginia!

Embora o título dessa postagem nos faça pensar num anúncio de uma casa, hoje vou falar de um termo que tem sido usado nos Estados Unidos e chega agora às telas das televisões brasileiras, através do seriado Looking, na sua segunda temporada.

"House in Virginia". Ou seja, "Casa em Virgínia". E é dita da seguinte forma: 'he has a house in Virginia", que em português significa "ele tem casa em Virginia".

Agora leia de novo, atentando às letras em negrito: House In Virgina. Ou seja, HIV. Esse tem sido o termo usado pelos homens gays quando querem se manifestar em relação a alguém que tem o vírus HIV. Desconheço se outros países, Brasil incluído, tem usado a mesma expressão.

Vou aproveitar então o tema do que essa expressão nos remete e divulgar um alerta: A taxa de diagnóstico para a presença do vírus HIV vem aumentando nos jovens gays masculinos. Ainda não são claras as causas para esse aumento, mas uma das possibilidades é uma maior credibilidade às novas terapias de coquetel. E também vem sendo observado uma mudança comportamental no mundo ocidental e todos estão se permitindo a expressar e experimentar novos envolvimentos sexuais e talvez esquecendo de medidas preventivas, como o uso de preservativos.

Acredito que seja uma questão de tempo, uma expressão aparecer entre os brasileiros, que tenha o mesmo efeito que "House in Virginia".

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Mais um novo ano e você precisa se preparar para que ele comece bem.

Espero que as festas de final de ano tenham sido bem aproveitadas. Sempre cometemos alguns exageros e muitas vezes, relacionados ao nosso comportamento sexual. E por isso sempre é bom lembrar mais uma vez sobre o que deve ser feito do ponto de vista de saúde sexual, quando se faz parte de um grupo de risco para adquirir mais frequentemente Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), como é o caso do homem gay.

Já tem o seu médico urologista escolhido? Então agende uma consulta com ele para começar bem o ano e ter certeza e que está tudo certo com a sua saúde. Caso não conheça nenhum e/ ou nunca tenha precisado ir a um, converse com os seus amigos e pegue a indicação de um especialista com quem você possa ter uma conversa franca. É muito importante ter um médico que te escute e te atenda com respeito à sua orientação sexual.

Vale a pena começar o ano realizando exames de sangue, de urina e de esperma, além de passar por um exame físico que pode, já de imediato, detectar alguma alteração na região do pênis, escroto e anexos. Se você não tem nenhuma queixa, informe apenas que o seu objetivo é iniciar o ano com a certeza de que não há nenhuma DST escondida no seu corpo e que exames poderiam detectá-la e já tratá-la, quando possível.

Meus votos que tenham todos um feliz 2015 e espero contar com a colaboração de vocês, sugerindo temas para futuras postagens.