"O MAL SÓ TRIUNFA QUANDO OS HOMENS DE BEM NADA FAZEM". Edmund Burke.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Um pênis circuncidado pode, ou não, afetar o parceiro sexual.

Hoje escrevo sobre o que observo em relação à atitude do homem gay frente a pênis circuncidados, ou não.

Muitos homens não têm preferência por pênis que possam ou não ter passado pela cirurgia para corrigir uma fimose e que passa a deixar o pênis com a glande constantemente descoberta. Mas quando há preferências, cito abaixo o que me chama a atenção em relação às escolhas:

1) Por pênis circuncidado: estética, melhor higiene (melhor higiene normalmente previne infecções), o que favorece a um melhor sexo oral e menor risco para doenças que o sexo pode transmitir.

2) Por pênis não circuncidados, com excesso de pele (prepúcio): estética, odores que o excesso dessa pele favorece à formação (um excesso de prepúcio pode dificultar a higiene) e porque homens com excesso de prepúcio tendem a fazer penetrações mais delicadas, uma vez que há intensa sensibilidade na glande, o que faz que o trauma anal seja menor e não requer que o homem que penetra, faça movimentos muito rápidos, mais agressivos e intensos, para atingir o orgasmo.

Mas posso garantir que cada casal tem a sua regra. O importante é que cada um exponha o que traz prazer no ato sexual e seguir essas colocações. Homens que têm dificuldade em exteriorizar os prazeres sexuais para seus parceiros, podem se beneficiar de uma terapia de casal. Um sexo mais relaxado sem a necessidade de ficar descobrindo o que um pode gostar ou não, traz tensão ao relacionamento.

Um comentário:

  1. Sinceramente, sou circuncidado a muito tempo e ela atrapalha no sentido sensibilidade. Cada vez mais ela vai diminuindo. Eu mesmo penso em fazer uma reconstrução do prepúcio.

    ResponderExcluir

Registre aqui a sua dúvida, para que eu possa utilizá-la como ideia para um futuro post.